13.2.11

PQ, PORRA?

Pq eu tenho tanta dificuldade em elaborar certas coisas evidentes e gritantes?

Pq eu insisto em não enxergar a 'vida como ela é'?

Pq pq PQ?


PS: tô podre, um caminhão passou por cima de mim e tou toda roxa e inchada e marcada. Força de expressão, claro.

8 comentários:

Anônimo disse...

como seria a "vida com ela é"?

G. disse...

A 'vida como ela é', em síntese e sem rodeios,é apatia, entorpecimento, egoísmo, autentrismo e desamor, muito desamor. Ah, e ausência de empatia. Simples assim. Os adornos e romantismos que eu tento colocar no seu conceito só adiam um realismo e uma dor que são iminentes e inevitáveis.
Pelo menos é o que eu tenho a dizer hoje, que acordei cética e de mau humor e com dor de cabeça.

G. disse...

*autocentrismo

Anônimo disse...

então, por favor, não insista em enxergar a "vida como ela é".

Anônimo disse...

Não existe "a vida como ela é". Felizmente!

Gabriela disse...

Quem é vc, anônimo? De onde vc surgiu? :O
agradeço as palavras.

Anônimo disse...

Acho que "os anônimos" são diferentes. Eu, Anônimo II, só escrevi o último comentário.

Bruno disse...

Caindo de pára-quedas nesse seu divertido caos criativo, eu arrisco dizer uma coisa.

Posso estar bem errado, mas te lendo fica a impressão de que vc quer teorizar coisas que não precisam - ou não deveriam - ser teorizadas.

Se eu não estiver de todo errado, fica a pergunta: pq, porra?


beijo
=)